Mercado

Câmaras do setor florestal participam de debates no Congresso

Fernando do Val, da Câmara setorial da Borracha Natural, defendeu o espaço como oportunidade para apresentar a produção sustentável da cultura.

 

As Câmaras Setoriais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) fizeram apresentações temáticas no Espaço Brasil durante 25º Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal 2019.

Fernando do Val, da Câmara setorial da Borracha Natural, completou o debate defendendo o espaço como uma oportunidade para apresentar ao mundo a produção sustentável da borracha natural.

“O Brasil tem que potencializar essa atividade para fazê-la crescer e diminuir a pressão que existe sobre a própria Ásia na produção mundial. É preciso tirar essa produção do estado crítico e transferi-la ao estado de viabilidade econômica, social e ambiental”, discursou Val.

Além disso, ele concluiu que o país tem as ferramentas para atingir autossuficiência na produção da borracha, assim como para ser exportador do produto.

“A borracha natural brasileira representa em torno de 1,5% da produção mundial e o Brasil importa em torno de 60 e 70% do que consome e isso em números significa mais de um bilhão de reais que o Brasil perde de divisas importando essa borracha que podia ser produzida internamente”, finalizou Val.

 

Leia também: Idam lança Projetos Prioritários para seis cadeias produtivas

 

Leia também: Cultivo de seringueira é facilitado pelo clima e o solo em Guarapari

 

Fonte: Primeira Página com informações do site O Documento.

Redes Sociais